Ligue

(96) 3223-5810

Segunda a Sexta

08:00 - 12:00

14:00 - 18:00

O mutirão ocorre de 3 a 15 de fevereiro e pretende atingir mais da metade dos domicílios inadimplentes, que são 70% clientes da Companhia na capital, Macapá

Por: Admin em: 13/02/2020

CAESA

 O mutirão ocorre de 3 a 15 de fevereiro e pretende atingir mais da metade dos domicílios inadimplentes, que são 70% clientes da Companhia na capital, Macapá

Por: Camila Ramos

A partir da segunda-feira, 3, a Companhia de Água e Esgoto do Amapá (Caesa) iniciará um mutirão de corte em Macapá. A ação segue até o dia 15 e pretende atingir mais da metade dos domicílios inadimplentes, que hoje são 70% clientes da Companhia na capital.
O maior índice de devedores está localizado nos bairros Araxá, Santa Inês e parte dos bairros Beirol, Trem e Centro.
Além dos cortes, serão realizadas fiscalizações em religações clandestinas, que geram ocorrência imediata seguida por multa cobrada na conta do mês seguinte. Caso a equipe de corte note uma religação feita em residência que já possui ocorrência, a multa será cobrada em dobro, podendo chegar até o triplo do valor.
Magaly Xavier, diretora Comercial e de Negócios da Companhia, relata que grande parte das reclamações que chegam à Ouvidoria sobre falta de água ou vazamentos, são de clientes com débito, que não podem abrir Ordens de Serviço para a realização dos reparos.
“A capacidade de fornecimento água e manutenção da rede só vai melhorar quando a responsabilidade humana melhorar sobre o uso responsável do produto e o pagamento em dia”, afirma.
Os consumidores que tiverem o serviço cortado ou queiram evitar a sua suspensão, poderão negociar seus débitos em qualquer agência do Super Fácil ou no atendimento da Caesa, localizado na Avenida Ernestino Borges, nº 222, bairro Julião Ramos.

Fonte
Leia na integra.
 

Compartilhe com seus amigos


Leia também

Privatização CAESA

Sindicato dos Urbanitarios do Amapá na luta contra a Privatização da Companhia de Água e Esgoto do Amapá - CAESA.

Continuar leitura

Estudantes de MT ocupam escola cinquente...

Cerca de 30 estudantes acamparam na escola Estadual Professor Nilo Póvoas na tarde de segunda-feira (10) para impedir que o governo do Estado feche a unidade de ensino. Nesta terça-feira (11) os portõ...

Continuar leitura

Desemprego recua levemente, já informali...

A taxa média de desemprego caiu de 12,3%, em 2018, para 11,9%, em 2019, mas o que mais aumentou foi a informalidade, que bateu novo recorde, de acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios...

Continuar leitura

Eleições municipais podem atrapalhar pri...

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou, nesta quarta-feira (29), que a tramitação do projeto de lei que trata da privatização da Eletrobras pode ser prejudicada pela dinâ...

Continuar leitura